Glioblastoma Multiforme - aprender a viver com ele

terça-feira, dezembro 05, 2006

Estou desesperada e triste novamente... também estou um bocado revoltada com as notícias dos últimos dias... A médica oncolgista que segue a minha mãe (a palavra seguir é questionável já que a actuação desta Dra L. é no mínimo é lamentável) recebeu a minha mãe e o meu pai no consultório e fez uma cena digna de filme...
Desde argumentar violentamente com a minha mãe, sem que ela se pudesse defender porque, a malograda doença rouba-lhe as palavras... O tumor da mãe está no centro da fala... ela nem sempre consegue falar fluentemente, e quanto mais nervosa vai ficando (que foi o caso) mais dificil se torna falar...
Até bombardear a minha mãe com a necessidade de ir ao estrangeiro o mais depressa possível sem uma preparação prévia, uma conversa, um enquadramento, deixando a minha mãe confusa e atarantada... Esta Dr. L ainda humilhou a minha mãe... não é inacreditável? Uma pessoa que vive um futuro incerto como a minha mãe não merece ser respeitada e bem tratada, no mater what???????????????????? Um médico nao deve saber ouvir o doente???? Estou verdadeiramente no meio de um pesadelo...
A médica não só revelou um profunda incompetência profissional, já demonstrada anteriormente quando determinou a suspensão do Temodal aos seis meses, como uma falha grave na aptidão humana mínima exigível a um médico oncologista...
Aproveito para recontar com pormenor a situação que ocorreu a propósito da toma do Temodal para além dos 6 ciclos. A verdade é que toda a equipa médica que acompanha foi favorável à toma do Temodal por mais 6 meses, e apenas a excelentíssima médica oncologista (que com muita pena minha não vou revelar o nome) se opôs e sugeriu uma aternativa, o PCV, que ao que consta, não adiantaria grandemente à minha mãe ... Dias mais tarde, e em informação sigilosa, foi me dito que a decisão da médica em questão se prendia única e exclusivamente com DINHEIRO, ORÇAMENTO HOSPITALAR, GASTOS COM DOENTES COM GBM.
Desculpem a minha ingenuidade... mas... não devia uma pessoa que paga os seus impostos, e se encontra inusitadamente numa situação limite ser tratada com o que de melhor houver para o seu caso? Realmente devo ser muito naif... Felizmente a insistÊncia da restante equipe médica valeu-nos a prescriçaõ de mais seis meses de temodal... é que será preciso não esquecer que a mãe ainda tem bastante tumor que só está a aguentar o crescimento devido a esta droga...
Enim, não podia deixar de partilhar este podre do sistema nacional de saúde nacional convosco... Acho que esta médica teve o azar de me encontrar pelo caminho... não sei ficar calada...
Tenho poucas forças mas ainda nao desisti...

2 Comments:

  • Olá Carol

    Agradeço a sua participação no blog. Fico feliz em saber que não estou mais sozinho. Depois lerei integralmente o seu http://glioblastomamultiforme.blogspot.com/. Procure reportar nele detalhadamente suas experiências e as conseqüências delas. Assim, mesmo que ele seja um desabafo, também será útil para outrem.

    Sobre sua pergunta, peço que leia o Depoimento de Uma Sobrevivente . Nele é contada a história da Dona Wanda, que faz uso de temodal desde Dez/2004, ininterruptamente em ciclos mensais.

    Não tenho problemas quanto a dar-lhe o meu e-mail, mas sempre prefiro que tudo seja escrito aqui. Assim podemos compartilhar nossas dúvidas, problemas e descobertas com aqueles que também estejam precisando das mesmas informações.

    Um Grande Abraço e Força.

    By Blogger Miguel Francisco, at 1:46 da manhã  

  • Olá Miguel Francisco

    Obrigada por sempre me responder... vou seguir o seu conselho e ler e depoimento de Dona Wanda.

    By Blogger Carol, at 10:30 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home